Postagem em destaque

Parto sem dor

Os métodos de PSD prepara-se para sair da mãe da criança. Naquela época, a parteira, que cortou o cordão umbilical imediatamente, a cria...

Mostrando postagens com marcador placenta. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador placenta. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Placenta Previa


O que é placenta prévia?

I'raevia é uma expressão latina que significa "o caminho à frente." A placenta prévia é a placenta que está inserida, excepcionalmente, no fundo do útero, perto do pescoço, constituindo um obstáculo à abertura da mesma, um obstáculo "a estrada à frente" do feto.

Durante a gravidez, a placenta está localizada em uma área tendem a produzir contrações e sangramentos anormais como resultado do mesmo. Assim, o risco é duplo: sangramento e parto prematuro. Felizmente, o tratamento (repouso, medicamentos para acalmar o útero) é geralmente eficaz.

No parto, a placenta prévia sangrar, impedem a abertura do colo do útero e pode constituir um obstáculo à descida da criança. Em casos difíceis, o médico não hesitará em recorrer a cesariana, que irá resolver todos os problemas.

O diagnóstico é fácil, e é baseado na ultra-sonografia, a placenta apresentando a sua localização exata e precisa.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Placenta


Qual é a placenta?

A placenta é o elo entre você e seu filho. Como exemplo, eu diria que a placenta é! criança o que garrafas de oxigênio do mergulhador, o cordão umbilical representa o tubo que liga o mergulho com garrafas. Na verdade, o papel da placenta é muito mais complexa, uma vez que não é só a criança receber oxigênio, mas também para fornecer todos os nutrientes de que necessita.

Também desempenham muitas funções complexas, uma vez que após o terceiro mês de gestação produz uma quantidade significativa de hormônios (folicular, masculino e progesterona), destinadas a assegurar a manutenção da gravidez.

No momento da sua expulsão, a placenta é apresentada como um bolo de espessura mais ou menos regular, cerca de oito polegadas de diâmetro e pesando algumas centenas de gramas. Tem duas faces: de um lado liso e brilhante na face fetal é inserido cordão umbilical e estava em contato com o amnióiico líquido, e outras áspera, vermelha, que era o que foi inserido na parede do útero. Cerca de placenta é inserido membranas que envolvem o bebê e líquido amniótico, o conteúdo saco para ligar no útero. O fundo do saco que é o que é o saco das águas, quando o colo do útero começa a abrir.

A placenta tem uma constituição mista, metade proviene.a do ovo e do útero. Essas duas metades, em semicírculo, são muito apegados um ao outro, ea placenta está bem lixado na parede do útero, geralmente na parte superior. Junta-se ao centro do feto através do cordão umbilical, que flutua no líquido amniótico.

Como um órgão é essencial para o crescimento da criança, ao mesmo tempo serve como pulmão, fígado, glândulas secretoras, etc Durante a gravidez, o médico pergunta se a análise para verificar o nível de hormônios é garantir o bom funcionamento da placenta, pois, como vimos, que secreta hormônios.

No momento do nascimento, quando a criança vem de fora, permanece ligado à placenta (que ainda está dentro do útero), através do cordão umbilical. A parteira corta o cabo de imediato ou após alguns minutos. quinze ou vinte minutos depois de deixar a criança, a placenta vai naturalmente se desprendem, e será retirado da vagina, o médico, é o que é chamado de expulsão.

O afastamento é para a entrega da parcela placenta eo cordão umbilical que permanece ligado a ele, após a saída da criança. Acompanhado por uma pequena hemorragia, que corresponde ao descolamento da placenta e não pode exceder 200 centímetros cúbicos.

sábado, 7 de maio de 2011

Parto - Expulsão da Placenta


A expulsão da placenta

Após a saída da criança, a placenta ainda no útero, preso à parede. Então, continue a cortar o cordão umbilical, que continua a unir a criança, e deixou o útero, a placenta, que continua no interior.

A placenta se desprenda-se da parede uterina, geralmente de quinze a trinta minutos após a saída da criança.

O descolamento da placenta, devido a um retorno das contrações uterinas é manifestado através da emissão de um pouco de sangue na vulva. O médico então procede-se à expulsão da placenta, que é torná-lo ir para fora (o que pode ocorrer espontaneamente, mas necessitam de várias horas), para o efeito, a parteira com uma mão abraçando o fundo ea saída comprimida a placenta, como é feito para expulsar os ossos de uma fruta.

A placenta, membranas fetais, âmnio e córion chamados, são coletados em uma bandeja para exercer a sua fiscalização, para garantir que a remoção foi concluída.